É possível ajudar seus filhos a gerenciar o estresse?

Assim como os adultos, as crianças também têm dificuldade com o estresse. Tarefas excessivas, conflitos em suas famílias e problemas com os colegas geralmente são os estressores que sobrecarregam os pequenos.

Obviamente, uma certa quantidade de estresse é normal. É comum sentir-se estressado ao começar a escola ou na perspectiva de um grande teste. A chave para ajudar as crianças a gerenciar o estresse tem a ver com ensiná-las a resolver seus problemas, planejar e saber quando dizer não a várias atividades e compromissos.

Aqui estão algumas dicas para ajudar seus filhos a gerenciar o estresse com sucesso.

1) Controlar a hiperatividade:

Um dos maiores estressores para as crianças é o excesso de atividade. Hoje, espera-se que as crianças prestem atenção e trabalhem na escola por sete horas, se destaquem em atividades extracurriculares, voltem para casa, terminem a lição de casa e vão para a cama para fazer tudo de novo no dia seguinte. Mas onde está o tempo de inatividade?

iStock

As crianças precisam desse tempo de inatividade. Seus cérebros e corpos precisam descansar, e eles não podem descobrir isso por si mesmos. Portanto, é importante saber se o seu filho está hiperativo demais para garantir que haja tempo de inatividade suficiente na agenda dele.

2) Tire um tempo para jogar:

É importante realizar atividades onde não há pressão ou competição. Crianças mais novas costumam fazer isso naturalmente. Mas as crianças mais velhas podem simplesmente esquecer como brincar. Combinar brincadeira com atividade física também é essencial para o bem-estar.

3) Faça do sono uma prioridade:

O sono é vital para tudo, desde reduzir o estresse até melhorar o humor ou melhorar o desempenho escolar. Se seu filho não estiver dormindo o suficiente, pode ser outra bandeira vermelha de que ele está muito ocupado. Mais uma vez, reduzir compromissos geralmente ajuda. Também é útil enfatizar a importância do sono e criar um ambiente que o facilite.

4) Ensine seus filhos a ouvir seus corpos:

Ensine seus filhos a entender seu próprio corpo e a fisiologia do estresse. Incentive-os a ouvir o que seus corpos estão dizendo. Embora seja normal que o estômago de uma criança fique nervoso no primeiro dia de aula, deixar a aula com dor de estômago ou acordar várias vezes com dor de cabeça é um sinal de que há muita coisa acontecendo.

5) Gerencie seu próprio estresse:

O estresse é muito contagioso. Quando os pais estão estressados, os filhos também estão estressados. Se você mora em um ambiente mal estruturado, seu filho notará isso imediatamente. É importante modelar seus filhos para que eles possam lidar efetivamente com o estresse.

6) Prepare seus filhos para enfrentar erros:

Grande parte do estresse infantil vem do medo de cometer erros. Lembre-se de que eles não devem fazer tudo certo. Além disso, embora seja verdade que tomar boas decisões é uma habilidade importante, talvez seja mais importante aprender como se recuperar de uma decisão ruim.

É fácil estressar nossos filhos, não ajudando-os a entender que estragar tudo faz parte do processo. É necessário ajudar a criança a entender os passos a seguir após uma má decisão.

Fonte: Psicopedia.